super interessante sobre o segredo

Uma atitude positiva faz um bem danado. Mas ninguém consegue ficar rico só com a força do pensamento. Saiba como isso funciona. Fonte: http://super. abril.com. br/super2/ revista/materia_ revista_244183. shtml acessado em 02/08/2007

Texto Michele Veronese
Ilustração Carlo Giovani Rossato
Edição Mariana Sgarioni

Pense. Em qualquer coisa. Numa casa, por exemplo. Imagine-a pintada de branco, com janelas azuis e cercada por um terraço com escadas que levam a um jardim. Ali estão margaridas, girassóis e uma árvore frondosa. Nos 10 segundos que você levou para chegar até aqui, uma avalanche de sinais nervosos ocorreu no seu cérebro. No córtex (camada periférica dos hemisférios cerebrais), milhares de neurônios foram acionados e trocaram informações em frações de segundo.
Arquivos de memória foram vasculhados e, sem que você pudesse controlar ou prever, a imagem de uma casa surgiu em sua mente. Por isso, você deve ter sentido um bem-estar, uma vontade de possuir essa casa de verdade. Dentro de nossa caixa craniana ocorrem milhares de outros processos – esse que você acabou de perceber é o que podemos chamar de pensamento positivo, uma idéia que, nas prateleiras das livrarias, vem ganhando contornos de magia.

Ela se deu bem

Basta ter uma atitude otimista para atrair o que deseja. Dinheiro, amor, saúde, sucesso. Tudo. Qualquer coisa pode estar ao seu alcance se você pensar positivamente, com firmeza, dizem os autores de auto-ajuda. “Aquilo em que você mais pensa ou se concentra se manifestará”, garante Rhonda Byrne.
Essa australiana de 52 anos alega ter desenterrado uma verdade preservada a sete chaves por sábios, filósofos, cientistas e gente de sucesso. E revelou sua descoberta no filme O Segredo, que vendeu mais de 2 milhões de cópias em dvd no mundo inteiro. O livro homônimo, lançado por ela, também virou um fenômeno de público, com 6 milhões de exemplares vendidos em apenas um ano.
Byrne resume o que descobriu em frases de efeito como: “Sua realidade atual ou sua vida atual é resultado dos pensamentos que você tem”. Hoje, uma legião de fãs segue seus ensinamentos.
Esse mistério alardeado por Byrne não é nenhum segredo. Já faz tempo que diversos escritores têm divulgado as benesses do pensamento positivo. Um dos primeiros a falar sobre o assunto, Norman Vicent Peale, autor de O Poder do Pensamento Positivo, em 1952 já dizia: “Mude seus pensamentos e você mudará seu mundo”.
Hoje, a lista de livros que ensinam a usar os poderes da mente é quilométrica. Há o médico indiano Deepak Chopra (As Sete Leis Espirituais do Sucesso), o casal de videntes Esther e Jerry Hicks (Peça e Será Atendido), a palestrante motivacional Sandra Taylor (A Ciência do Sucesso), apenas para citar alguns dos mais badalados. Outro autor conhecido é o físico Amit Goswami (O Universo Consciente), cujo livro inspirou o filme Quem Somos Nós? (2005), espécie de documentário de auto-ajuda que recorre à física quântica para falar dos potenciais da mente.
Em comum, todas essas teorias têm o fato de recorrer a argumentos científicos para afirmar que é possível fazer o cérebro funcionar a nosso favor e gerar resultados surpreendentes. No caso da física, especialmente da física quântica, os autores nos comparam o tempo todo com elétrons. Bastaria utilizar a técnica correta para colhermos os benefícios na saúde, trabalho e relacionamentos. É bom lembrar que, aos olhos da quase totalidade dos cientistas, essas teorias não fazem sentido nenhum.
Por outro lado, a todo instante, deparamos com situações que parecem mostrar o contrário. O que dizer, por exemplo, de pessoas que parecem ter descoberto a fórmula secreta do sucesso e realmente se dão muito bem em tudo o que fazem? Ou dos otimistas a quem nada parece abalar? Ou ainda daqueles que dizem ter vencido doenças graças à atitudemental positiva? Relatos não faltam. Pois bem.
Dentro deste caldeirão em que tudo parece ter o pensamento positivo como pano de fundo, você vai descobrir o que se fala a respeito, o que é fantasia, o que já foi comprovado e o que ainda permanece um mistério.

O que se diz por aí

Peça, acredite e receba. Simples assim é a fórmula apresentada por Rhonda Byrne, autora de O Segredo. “No momento em que você pede alguma coisa, e acredita, e sabe que já a tem no invisível, o Universo inteiro se move para deixá-la visível”, diz. No livro e no filme de mesmo nome, não faltam relatos de gente que conseguiu a cura de doenças, o amor ideal ou até um colar de diamantes como num passe de mágica. O segredo ensinado por Byrne é observar o Universo como uma lâmpada mágica – e se comportar como o Aladim. Ao esfregar a lâmpada – ou seja, ao pensar positivamente – seus desejos se materializariam.
Na base dessa afirmação, está a crença de que os pensamentos são magnéticos e emitem uma freqüência poderosa capaz de influenciar as pessoas e coisas à nossa volta. De acordo com esse raciocínio, quando você pensa positivo, entra numa freqüência positiva e atrai coisas benéficas para a sua vida – o pensar negativo, segundo Byrne, causa o efeito inverso.
O guru indiano Deepak Chopra, outro astro que ensina como usar a mente positiva em seu benefício (ele orienta celebridades como Madonna), usa outro discurso para atingir o mesmo fim, ou seja: saúde, sucesso e riqueza. Segundo ele, o corpo deve ser entendido como um campo de energia que precisa estar em equilíbrio. Suas técnicas de meditação ajudariam na tarefa de chegar lá.
São centenas de teorias para quem deseja potencializar a mente. Os autores vêm de áreas diversas, da gestão de carreiras e esportes, passando pelo espiritismo e pela psicologia. Muitos afirmam ser especialistas em “potencializar a mente” e na “transformação pessoal”. Geralmente, elaboram suas teorias a partir das próprias experiências de sucesso e auto-superação. Dentro dessa babel de ensinamentos, porém, algumas idéias acabam se repetindo. É o tripé energia, magnetismo e holismo.

Física quântica para leigos
Energia, magnetismo e holismo

Para a física, de modo bem resumido, energia é a capacidade de um corpo executar um trabalho ou realizar um movimento (por exemplo, o fogo é uma fonte de energia empregada para cozinhar alimentos que, por sua vez, fornecem energia ao corpo). No caso da auto-ajuda, contudo, é bom você esquecer o que aprendeu na escola.
Energia, segundo muitos desses autores, é uma força que anima todas as coisas, uma fonte de bem-estar e amor. Com o treinamento correto, ela poderia ser direcionada para todas as finalidades, inclusive as mais cotidianas – por exemplo, receber uma promoção no trabalho, achar uma vaga na garagem do shopping e evitar os quilos extras mesmo comendo além da conta. “Quando nos distanciamos dessa energia, surgem problemas, medos, carências e doenças”, diz a escritora Esther Hicks, em seu livro com o sugestivo nome Peça e Será Atendido.
O magnetismo (capacidade de alguns materiais se atraírem ou se repelirem) é outro conceito bastante apropriado pela literatura sobre pensamento positivo. A crença é que a mente atuaria como um ímã capaz de vibrar com força suficiente para atrair objetos e acontecimentos. Só que a idéia clássica da física de que pólos opostos se atraem não vale aqui. Pensamentos positivos atrairiam experiências positivas – e vice-versa.
O escritor Michael Losier ilustra com um clássico exemplo: se você acordar mal-humorado, der uma topada na cama, queimar a torrada e não controlar a raiva, irá vibrar negativamente e atrairá vários problemas para o seu dia. No livro Lei da Atração – O Segredo Colocado em Prática, ele chama essa seqüência de causas e efeitos de Lei da Atração e diz que ela “sempre se harmoniza com sua vibração, seja ela positiva, seja negativa”.
Já o filme Quem Somos Nós? propagou outra idéia bastante popular: todos estamos interligados. “Você e eu somos um, há uma conexão invisível entre todas as coisas”, diz o filme. Esse conceito pode ser resumido numa única palavra: holismo (do grego holos, que significa “todo”). É mais ou menos aquela frase que diz: “Uma borboleta que bate asas no Japão pode causar um tornado no Brasil”.
Alguns autores dizem que a nossa mente atuaria como a borboleta. E você, leitor, adestraria esse inseto como bem entendesse. Dessa forma, seria capaz de causar benefícios em série. Por exemplo: se você quiser muito uma resposta positiva de um emprego, vai conseguir não somente o trabalho como uma excelente colocação, um aumento de salário, viagens pelo mundo inteiro e logo um grande amor com quem terá 3 filhos lindos. É um efeito dominó.

Mas é sério?

A ciência, de um modo geral, vê o assunto com desconfiança, uma vez que faltam trabalhos acadêmicos reconhecidos para comprovar que essas teorias realmente funcionam.
Em geral, os autores costumam apresentar muitos relatos de pessoas que afirmam ter tido sucesso com as técnicas de pensamento positivo – mas relatos isolados não provam nada, por mais incríveis que sejam. Existem normas que devem ser seguidas para um estudo ser levado a sério. É preciso observar o fenômeno, criar uma hipótese para explicá-lo, depois coletar dados relacionados àquilo que se estuda e, por fim, testar se a hipótese é realmente verdadeira. Esse processo pode demorar alguns anos.
O problema é que as teorias sobre o pensamento positivo costumam se apropriar de conceitos científicos para validar idéias que, como acabamos de falar, estão fora do campo da ciência. Nesse caso, a crítica mais aguda vem de áreas como a física e a neurociência. “Muitos tomam uma teoria e tentam generalizá-la para tudo”, diz o neurofisiólogo Roque Magno de Oliveira, professor da UnB.
Um exemplo é o uso do conceito de energia, que passou a significar algo diferente do que diz a física. “Na verdade, essas pessoas consideram energia aquilo que eu considero empatia. Isso não tem nada a ver com física, e sim com a psicologia das relações humanas”, afirma o físico Ernesto Kemp, professor do Instituto de Física da Unicamp.
A física também rejeita a badalada Lei da Atração, que diz que os pensamentos criam campos energéticos à nossa volta. “O pensamento como energia, como uma espécie de campo que age a distância, é algo que nunca foi comprovado cientificamente” , explica Adilson José da Silva, professor do Instituto de Física da USP.
Ou seja, nunca ninguém detectou esse tal “campo energético”. É verdade que, no cérebro humano, ocorrem estímulos elétricos o tempo todo. Mas, segundo Ernesto Kemp, os pulsos elétricos liberados durante as sinapses são tão fracos que a probabilidade de o campo eletromagnético que você está gerando com suas sinapses interagir com o de outras pessoas é nula.

O que acontece no cérebro?

Os neurocientistas, por sua vez, concordam que o estado de ânimo pode, sim, influenciar o nosso organismo de várias maneiras. Os hormônios associados ao estresse têm grande influência na consolidação da memória. Ou seja, a idéia de que pensar positivo faz bem não é absurda. “Quando estamos muito estressados, o nível dos hormônios secretados é alto e influencia negativamente esse processo”, afirma o neurocientista Martin Cammarota, pesquisador do Centro de Memória da PUC de Porto Alegre.
De acordo com ele, não temos controle total sobre nosso cérebro nem sobre os processos químicos e celulares que ocorrem nele. “O ser humano é uma soma de circunstâncias. Por mais que você pense positivo, seus níveis de colesterol no sangue não vão diminuir somente em conseqüência disso”, ressalta. No caso do colesterol, dieta e exercícios são algumas das circunstâncias a ser consideradas.

Mas pensar positivo funciona?

Funciona. Mas não como a maioria das pessoas gostaria. O pensamento positivo não vai engordar sua conta bancária do dia para a noite. Nem fará carros e diamantes orbitar ao seu redor. Porém, segundo várias pesquisas, uma atitude otimista pode influenciar muito a resistência do organismo às doenças.

9 respostas para “super interessante sobre o segredo”

  1. Há pessoas que não acreditam no poder do desejo no poder do pensamneto. Tenho um pouco de pena por elas mas cada um sabe de si. E acho quie é perda de tempo tentar que pensem o contrário portanto cada um acredite naquilo que por bem achar.
    Para mim o pensamento é muito poderoso. Pensem naquilo que gostariam que fosse a vossa vida pensem, imaginem e agradeçam e devagarinho coisas vão acontecendo e o que gostariam aparece. E tão harmoniosamente que pode-se pensar que é só um golpe de sorte mas não é. É o pensamento que fez contecer. O seu desejo de querer tal situação que fez aparecê-la. Quem não acredita diz que é mágia mas não é nada disso são apenas seres de luz (que somos nós) que estão puxando para si aquilo que querem e não aceitam viver como um carro sem condutor.

  2. GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE O PENSAMENTO POSITIVO, ENTENDER E USUFRUIR DELE……A VIDA É CURTA E DEVERIAMOS CURTI LÁ SIM PQ ÑAO CONHECER O MUNDO INTEIRO E TER SEU CARRO DE SONHO DE CONSUMO!!

  3. Atualmente a internet está lotada de artigos ligados a Lei da Atração (Livro – O Segredo por exemplo). Muitos autores da fão falada lei da atração fazem afirmações de que os pensamentos criam a nossa realidade, pois por um mecanismo que nunca foi realmente explicado, o universo se move de acordo com seus pensamentos. E de se notar que essa teoria pseudo – cientifica se tornou um “vírus” prejudicial na vida das pessoas, em especial naquela que sofrem de algum transtorno mental/emocional. As pessoas tem pensamentos negativos naturalmente como o artigo acima cita, no entanto, aquele que crê na lei da atração redobra seu estresse em relação a esses pensamentos por acharem que eles se concretizam na vida apenas pelo fato de ter pensado em frases negativas, imaginado cenas feias ou pior ainda, passa o dia inteiro preocupado com o sonho que teve na noite passada, fica então exausta de tanto tentar corrigir os pensamentos, fica horas e horas tentando pensar apenas em imagens bonitas e positivas e acaba tendo uma forte fadiga cerebral. Em outros casos algumas pessoas até conseguem ter uma avalanche de pensamentos positivos, muitos não se realizam e a pessoa depois de certo tempo acha que não sabe usar bem a lei da atração e fica frustrada (ainda mais porque quer comparar seu fracasso na lei da atração com histórias contadas por gurus e treinadores no assunto que afirmam que com eles tudo é as mil maravilhas. Eu estudei a Lei da Atração desde a adolescência, através de livros que falavam de mentalismo, seicho no ie,, quando o filme o segredo apareceu eu me empolguei (comprei o livro, li e reli, anotava em um caderno o que eu desejava, fazia desenhos, visualizava a cena. Alem disso houve uma época que exaustivamente fazia leitura de sutra sagrada seicho no ie, meditação Shinsokan para atrair coisas positivas. Tudo isso tomava meu tempo, deixava meu cérebro cansado e com pensamentos repetitivos e não resolvia minha vida na pratica, sem contar que inibir de forma forçada os maus pensamentos é algo que parecia agravar mais meu desgaste cerebral. Eu já fiz até curso voltado a teoria do pensamento positivo e com segurança atualmente digo “Muito cuidado com essa proposta da lei de atração, ela pode ser prejudicial a saúde e muito perigosa. O artigo desse site é ótimo, é de forma realista e não de forma magica que podemos solucionar nossos problemas!

    Em nossas vidas devemos auto-analisar nossa forma de pensar (concordo plenamente), devemos nos motivar com pensamentos e imagens mais positivas (também concordo), devemos planejar o que fazer e é claro agir de forma concreta, pois ficar somente no pensamento, na visualização nada resolve se você não colocar o plano em prática. Na Lei da Atração bastaria pensar e colocar o sentimento naquilo que deseja, mas vamos ser realistas, se não agir, simplesmente não sai nada.
    Existem pessoas que pensam e visualizam bem menos do que outras e conseguem o que quer pois coloca o plano em ação. No entanto ainda sim não podemos nos enganar, temos de ter metas realistas, não adianta querer comprar uma Ferrari sendo um jardineiro (por exemplo) somente por ter esse desejo, você vai conseguir um carro de acordo com suas condições econômicas. Se a Lei da Atração fosse real, na época de meu fanatismo neste assunto, eu já teria ganho na megassena somente pela força do pensamento. (De acordo com uma teoria pseudo – cientifica que afirma que nossos pensamentos criam partículas virtuais que se tornam concretas ao entrar em contato com partículas reais encontradas na natureza e transforma essa matéria e/ou atrai por uma força magnética aquilo que desejamos).

    Os chamados gurus da Lei da Atração querem se apoiar em Física Quântica para justificar tais leis, mas quantos desses gurus são formados em Física, e quantos desses gurus são Mestres, Doutores ou pelo menos especialistas em Física Teórica, Quântica ou astro – física???

    E porque o físico Stephen William Hawking, considerado o homem maís inteligente do mundo não se curou de sua enfermidade apenas com o poder do pensamento? A resposta é simples: Stephen William Hawking sabe que a Física Quântica não funciona dessa forma, e afirmo que ele compreende todo os aspectos da física teórica de uma forma muito superior a qualquer guru da lei da atração. Obrigado!

  4. Atualmente a internet está lotada de artigos ligados a Lei da Atração (Livro – O Segredo por exemplo). Muitos autores da fão falada lei da atração fazem afirmações de que os pensamentos criam a nossa realidade, pois por um mecanismo que nunca foi realmente explicado, o universo se move de acordo com seus pensamentos. E de se notar que essa teoria pseudo – cientifica se tornou um “vírus” prejudicial na vida das pessoas, em especial naquela que sofrem de algum transtorno mental/emocional. As pessoas tem pensamentos negativos naturalmente como o artigo acima cita, no entanto, aquele que crê na lei da atração redobra seu estresse em relação a esses pensamentos por acharem que eles se concretizam na vida apenas pelo fato de ter pensado em frases negativas, imaginado cenas feias ou pior ainda, passa o dia inteiro preocupado com o sonho que teve na noite passada, fica então exausta de tanto tentar corrigir os pensamentos, fica horas e horas tentando pensar apenas em imagens bonitas e positivas e acaba tendo uma forte fadiga cerebral. Em outros casos algumas pessoas até conseguem ter uma avalanche de pensamentos positivos, muitos não se realizam e a pessoa depois de certo tempo acha que não sabe usar bem a lei da atração e fica frustrada (ainda mais porque quer comparar seu fracasso na lei da atração com histórias contadas por gurus e treinadores no assunto que afirmam que com eles tudo é as mil maravilhas. Eu estudei a Lei da Atração desde a adolescência, através de livros que falavam de mentalismo, seicho no ie,, quando o filme o segredo apareceu eu me empolguei (comprei o livro, li e reli, anotava em um caderno o que eu desejava, fazia desenhos, visualizava a cena. Alem disso houve uma época que exaustivamente fazia leitura de sutra sagrada seicho no ie, meditação Shinsokan para atrair coisas positivas. Tudo isso tomava meu tempo, deixava meu cérebro cansado e com pensamentos repetitivos e não resolvia minha vida na pratica, sem contar que inibir de forma forçada os maus pensamentos é algo que parecia agravar mais meu desgaste cerebral. Eu já fiz até curso voltado a teoria do pensamento positivo e com segurança atualmente digo “Muito cuidado com essa proposta da lei de atração, ela pode ser prejudicial a saúde e muito perigosa. O artigo desse site é ótimo, é de forma realista e não de forma magica que podemos solucionar nossos problemas!

    Em nossas vidas devemos auto-analisar nossa forma de pensar (concordo plenamente), devemos nos motivar com pensamentos e imagens mais positivas (também concordo), devemos planejar o que fazer e é claro agir de forma concreta, pois ficar somente no pensamento, na visualização nada resolve se você não colocar o plano em prática. Na Lei da Atração bastaria pensar e colocar o sentimento naquilo que deseja, mas vamos ser realistas, se não agir, simplesmente não sai nada.
    Existem pessoas que pensam e visualizam bem menos do que outras e conseguem o que quer pois coloca o plano em ação. No entanto ainda sim não podemos nos enganar, temos de ter metas realistas, não adianta querer comprar uma Ferrari sendo um jardineiro (por exemplo) somente por ter esse desejo, você vai conseguir um carro de acordo com suas condições econômicas. Se a Lei da Atração fosse real, na época de meu fanatismo neste assunto, eu já teria ganho na megassena somente pela força do pensamento. (De acordo com uma teoria pseudo – cientifica que afirma que nossos pensamentos criam partículas virtuais que se tornam concretas ao entrar em contato com partículas reais encontradas na natureza e transforma essa matéria e/ou atrai por uma força magnética aquilo que desejamos).

    Os chamados gurus da Lei da Atração querem se apoiar em Física Quântica para justificar tais leis, mas quantos desses gurus são formados em Física, e quantos desses gurus são Mestres, Doutores ou pelo menos especialistas em Física Teórica, Quântica ou astro – física???

    E porque o físico Stephen William Hawking, considerado o homem maís inteligente do mundo não se curou de sua enfermidade apenas com o poder do pensamento? A resposta é simples: Stephen William Hawking sabe que a Física Quântica não funciona dessa forma, e afirmo que ele compreende todo os aspectos da física teórica de uma forma muito superior a qualquer guru da lei da atração. Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.