Preciso aceitar as coisas boas e as coisas más dos outros?

Jerry: Até que ponto somos uma parte daquilo que alguém a quem estamos ligados atraiu (desejado ou indesejado)? Ou seja , uma pessoa a quem estamos ligados pode trazer para nossas vidas o que ela atraiu – as coisas que queremos ou as que não queremos?

Abraham: Nada pode entrar em sua vida sem que você lhe dê atenção. Mas a maioria das pessoas não seleciona bem os aspectos daqueles a quem estão ligadas e a quem dão atenção. Em outras palavras, se você observar tudo sobre outra pessoa, estará chamando todos esses aspectos para sua experiência. Se der atenção apenas às coisas de que mais gosta, chamará para sua experiência somente essas coisas.
Se uma pessoa está na sua vida, você a atraiu. E, embora às vezes seja difícil de acreditar, você também atrai tudo o que acontece em sua experiência com ela – porque só entra em sua experiência aquilo que você atrai.

Jerry: Quer dizer então que não precisamos realmente repelir qualquer negatividade? Só precisamos atrair o que queremos?

Abraham: Não é possível afastar coisas que você não quer porque, ao empurrá-las, você está ativando a vibração delas e , por conseguinte, atraindo-as. Tudo neste Universo tem como base a atração. Ou seja, a exclusão simplesmente não existe. Quando você grita “Não!” para o que não quer, na verdade está chamando essas coisas indesejadas para a sua experiência. Quando você grita “Sim!” para o que de fato quer, também está chamando essas coisas desejadas para a sua experiência.

Jerry: É essa então a provável origem do ditado “Não resista ao mal”.

Abraham: Se você está resistindo a qualquer coisa, você está concentrado nela, repelindo-a, ativando sua vibração – e, por conseguinte, atraindo-a. Não é uma boa idéia fazer isso com as coisas que você não quer. “Não resista ao mal” é talvez um ditado criado por uma pessoa suficientemente sábia para compreender que aquilo que os humanos chamam de “mal” não existe.

Jerry: Abraham, qual é então a sua definição para a palavra mal?

Abraham: Não haveria motivo para a palavra mal existir em nosso vocabulário porque não conhecemos nada que rotularíamos com essa palavra. Quando os humanos usam a palavra mal, em geral querem dizer “aquilo que se opõe ao bem”. Notamos que quando os humanos usam essa palavra estão se referindo a algo que se opõe a suas concepções do que é bem ou do que é Deus. Mal é aquilo que uma pessoa acredita não estar em harmonia com o que ela quer.

Jerry: E bem?

Abraham: Bem é aquilo que uma pessoa acredita que deseja. Veja, bem e mal são apenas maneiras de definir desejado e indesejado. E desejado e indesejado só se aplicam a pessoas que realizam o que desejam. Fica complicado quando os humanos se envolvem no desejo dos outros, e mais complicado ainda quando tentam controlar os desejos dos outros.

Do livro “A Lei Universal da Atração”, de Esther e Jerry Hicks.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.