E quando o que parecia ser bom agora parece ser ruim?

Jerry: Por que algumas pessoas que parecem finalmente atrair o que desejavam muito, quando essa coisa chega, descobrem que se trata de algo muito negativo? Isso as faz sofrer.

Abraham: Muitas vezes, as pessoas decidem o que querem de fato quando se encontram em um lugar muito longe daquilo que desejam. Mas, em vez de pacientemente se concentrarem em seu desejo, em vez de particarem suas vibrações até alcançarem um alinhamento vibrátil com seus verdadeiros desejos – permitindo assim que a Lei da Atração se estenda em direção ao Universo e lhes traga correspondências perfeitas -, elas se impacientam e tentam fazer seu desejo acontecer logo, lançando-se nas mais diversas ações. E, quando começam a agir antes de melhorarem o conteúdo de suas vibrações, o que elas obtém é algo sintonizado com as vibrações daquele momento, e não com seus verdadeiros desejos.
Até praticar sua vibração, muitas vezes há uma grande lacuna entre a vibração do que você de fato quer e a vibração que está oferecendo. Lembre-se de que aquilo que chega a você corresponde sempre à vibração que você está oferecendo.
Por exemplo, digamos que uma mulher tenha recentemente saído de um relacionamento infeliz, em que seu companheiro a agredia verbal e fisicamente. Ela não queria nem gostava daquilo. Na verdade, ela detestava a vida que levava com ele. Assim, a partir do que realmente não quer, ela faz uma declaração explícita daquilo que de fato quer. Ela deseja alguém que a ame e a trate com delicadeza e respeito. Mas, como se sente muito insegura sem um companheiro, quer arrumar outro imediatamente. Por isso, vai a uma festa e conhece uma pessoa que parece bastante legal. Mas não percebe que está alinhada com a vibração dominanate dentro dela. E, nesse exato momento, a vibração dominante provém do que ela não quer. Isso acontece porque as partes indesejadas do seu último relacionamento estão muito ativas dentro dos seus pensamentos do que as novas intenções estabelecidas. Ansiosa para acalmar sua insegurança, ela se joga nesse novo relacionamento – e assim recebe mais daquilo que
está dominante dentro de sua vibração.
Nós a incentivaríamos a tomar decisões mais lentamente, a passar mais tempo pensando sobre o que ela quer, até esse pensamento ser a base para a vibração dominante, e, então, deixar a Lei da Atração lhe trazer seu maravilhoso novo companheiro.

Jerry: Tudo bem, isso faz sentido. Parece um pouco com “Eles obtiveram algumas coisas que não desejavam”.

Abraham: Esse é o valor do Processo do Exercício Criativo. Quando você faz o Exercício, visualizando todas as maravilhosas possibilidades, deixando aflorar a emoção proveniente do que você realmente deseja e trabalhando para se manter concentrado no ponto em que a sensação é agradável, você receberá um pouco do que deseja. Descobrirá como transformar o que você realmente quer na sua vibração dominante e então, quando a Lei da Atração se sintonizar com os pensamentos em que você vem se concentrando, não haverá surpresa. Você começará a reconhecer a manifestação concreta das coisas maravilhosas em que sua mente se concentrou.

Do livro “A Lei Universal da Atração”, de Esther e Jerry Hicks.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.