DEUS ATRAI

Deus em sua Suprema Sabedoria,
quando criou a “vida Espiritual”, deixou também, “os meios diversos para seu crescimento físico e espiritual”.

Sua meta, reencontrá-Lo.

Por isto que a vida animada, é dotada
por “um meio” que lhe instiga:

01- A defesa. (Proteger-se)
02- A luta pela sobrevivência (Existir).
03- Os sentimentos (Procriar e socializar).
04- A curiosidade e insatisfação (Reencontrar o Criador
).

Conhecer-se a si mesmo e tudo o que o
envolve, faz parte deste “meio”, como sendo a mola propulsora, que te fará chegar
a Deus e não o deixará estagnar-se.

Este caminho nos dá a impressão de
quase infinito, se visto pelo tempo/espaço/ dimensional da Terra.

Esta mola tem um nome, se chama,
“instinto” e faz parte de um dos “meios diversos de crescimento”, e é a mais
importante na conjuntura do progresso da vida em auxílio ao desenvolvimento do Espírito, pelas sendas do Universo.

INSTINTO

O “Instinto” comanda e intui,
enquanto não dominares a “Razão” por total.

O “Instinto” é um grande
mestre/amigo, mas NÃO O CARREGA NAS COSTAS.

Quando você quer fazer “algo” e houve
uma “vozinha” a sussurrar em sua mente, contrapondo a você, ou te incentivando
a seguir, pode ser o “Instinto”, conferindo sua ação, se boa, ou ruim.

Embora, pode se tratar do “Anjo da
Guarda”.

Mas, não se esqueça que pode ser você
mesma também, com dúvidas, se reflexionando o que fazer.

Se prestares a atenção, o “Instinto”
se manifesta prioritariamente, quase sempre quando você não está raciocinando e
são aqueles pensamentos mais espontâneo e rápidos e que tem intenções lógicas,
matemáticas, protecionistas, etc…

O “Instinto” não sente e nem o é
sentimental, ele é pura razão.

Alguns exemplos mais simples…

Seu corpo funciona sem a tua
intervenção.

Outras observações, podem serem observadas,
mais claramente em crianças, melhor ainda, em seus primeiros anos, onde os
reflexos instintivos, são mais visíveis, embora sua utilidade são tão enormes e
diversificadas, que muito ainda fogem da nossa capacidade de se compreendê-lo.

E o livre arbítrio?

O “instinto” “aconselha”, mas não
tolhe o livre arbítrio.

Em certos momentos da vida, o livre
arbítrio ainda não está “ativo”.

Estará liberado totalmente, ou parcialmente
no momento oportuno da sua maturidade.

Tudo depende da escala evolutiva em
que cada um se encontra, mas isto, não restringe e nem justifica em não se
colher as semeaduras nos terrenos férteis da vida.

Errou, paga.

Nascem daí, dos atos, gestos,
atitudes, pensamentos, palavras e ações, todas as dores e sofrimentos em todos
os tempos/espaços da escala evolutiva.

Não como castigos, mas sim, no propósito
de despertar a razão, em detrimento de se dominar as emoções infantis.

Para se compreender melhor o papel do
“Instinto”, se faz necessário “imaginar”, que desde “o princípio”, até os dias
de hoje, a encerrar-se, no ápice da evolução “moral e intelectual”, os “filhos
de Deus”, os tem como companhia e mestre.

É ele um “tipo” de “programa lógico,
matemático, inteligentíssimo” e sem sentimentos.

Esta na vida animada, como se viesse
“instalado” no “sistema genético perespiritual” (O primeiro corpo criado de um
tipo de matéria sutil, que difere do carnal, por esta consistência) com o intuito
de instigar os seres a evoluírem, desvendando a tudo o que nos cercam,
inclusive a si mesmo.

Por isto existe o medo, a
curiosidade, os reflexos, a desconfiança, a métrica, a meticulosidade, a
experimentação, a invenção, a criação, a
observância, o estudar, o conhecer, a investigação, o descobrir, pesquisar, a
fé, as crendices, os achismos, as religiões, as filosofias e as ciências.

Há três formas de se encontrar Deus.

01- Pelos caminhos das crendices e religiões (Fé cega).
02- Pelos caminhos das ciências filosóficas (Fé
refletida).
03- Pelos caminhos das ciências científicas (Fé
raciocinada) .

A primeira foram os primeiros a
descobrirem que há um Criador de tudo o que há no Universo.

A segunda surgiu com a evolução da
necessidade do socialismo e seguiu os passos das crendices e religiões, aprimorando
Deus as éticas.

O terceiro seguiu seu próprio caminho
incrédulo, materialista e cego de emoções, mas com os pés no chão, onde através
de estudos meticulosos, avançou e por fim, despertou a capacidade de se enxergá-LO
face a face e compreende-LO pela fé raciocinada.

Poderia se perguntar:

Mas os dois primeiros NÃO VÃO VER
DEUS?

Sem querer OFENDER A FÉ DE NINGUÉM e
nem muito menos as RELIGIÕES e as filosofias, digo que: “NÃO”, apenas poderão
SENTI-LO.

Você pode CRER em Deus, mas, para
vê-LO face a face, se precisará conhecê-LO, pelas vias de FATOS, ou seja,
“DOMINAR” os conhecimentos das leis que regem o Universo físico e espiritual,
ou seja: “O porque, como eles existem e se desencadeia e para que”.

Mas lembremo-nos de que a
INTELIGÊNCIA sem AMOR, constitui o MAIOR de todos os perigos da alma.

A exemplo temos alguns que conhecemos
na história, tal qual como, “Hitler” e tantos outros conhecidos, ou não, que
usaram a inteligência para a desgraça dos outros e ou, para se ter poder e
riquezas.

Fique com Deus, Paulo Afonso.

Nome:Paulo Afonso
Apelido:pasdapaz
Endereço:Angra dos Reis – RJ
E-mail:pasfrade@yahoo. com.br
"Só há sabedoria, na FÉ RACIOCINADA"

4 respostas para “DEUS ATRAI”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.