Como posso ajudar aqueles que estão sentindo dor?

Jerry: Vivo uma vida alegra e gloriosa, mas frequentemente percebo que há muita agonia no mundo que me cerca. O que eu poderia fazer para eliminar a dor de todos?

Abraham: Você não pode interferir na experiência das outras pessoas, porque não pode pensar por elas. São os pensamentos delas, as palavras que falam e as ações que efetuam que produzem a resposta emocional (no caso, a agonia) de seus Seres Interiores. Elas estão criando suas próprias agonias ao pensarem naquilo que não desejam.
Agora, o que você pode fazer por elas é dar-lhes o exemplo da alegria. Tornar-se um Ser que pensa apenas no que deseja, que fala apenas sobre aquilo que deseja, que faz apenas aquilo que deseja – e, assim, produz apenas emoções de alegria.

Jerry: Posso fazer isso. Posso me concentrar no que quero, nessa alegria, e posso aprender como permitir que os outros tenham qualquer experiência que criem. Seria então correto dizer que, se eu me concentrar nas experiências dolorosas dessas pessoas, estarei criando dor em minha própria experiência? E estaria lhes dando este exemplo – o exemplo de uma experiência dolorosa?

Abraham: Digamos que alguém que esteja sofrendo entre em sua experiência e, ao constatar o sofrimento dessa pessoa, surja dentro de você o desejo de que ela encontre uma saída para sua dolorosa situação. Nesse caso, a dor dela apenas o tocou de leve, e você rapidamente identificou seu desejo de dar uma solução positiva para ela. Se você concentrasse totalmente sua atenção no sucesso da solução para a situação dolorosa dessa pessoa, não sentiria uma dor verdadeira e seria um catalisador capaz de inspirar uma solução real para ela. Esse é um exemplo do que significa a verdadeira inspiração. Mas, se você só se concentrar na dor da pessoa, ou na situação que a causou, ativará dentro de você a vibração que corresponde ao sofrimento e também começará a sentir dor, pois estará dando início à atração daquilo que não deseja.

Do livro “A Lei Universal da Atração”, de Esther e Jerry Hicks.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.