carinho

A vida é engraçada… e quando acha que está tudo bem, na maior calmaria…
Vem aquela tempestade.
Chuvas torrenciais trovões… Relâmpagos, ventos fortes e inconstantes, você inesperadamente se encontra verdadeiramente no “olho” do furação…
E tudo parece não ter fim… Você não dorme… Não come e se come… Come muito e nem percebe o que comeu… Seu estômago diz isso a você logo… Mas você não quer nem saber… Não tem tempo para observar nada… Só onde você “pensa” que está… Num buraco sem-fim…

Está no fundo do poço e olhando para cima vê o mesmo fundo.
Nem uma “luzinha”… Nada!

Já percebeu que quando está desesperado e parece não ter saída, nunca de verdade acontecem àqueles seus maiores temores?
E então, inesperadamente, e você não sabe de onde… Encontra forças para resistir… Agarra-se a um pequeno pedaço de esperança que vem do fundo da sua alma… e começa a ver o céu clarear, o vento se acalmar e novamente o sol brilhar…

Como?
Como isso acontece?
Porque você estava tão confuso, que não podia enxergar o que fazer… Não podia ver como solucionar seus problemas…
Mas a partir do momento que você se dispôs a agarrar aquele fiozinho… Aquele da esperança… Ele o salvou e fez com que você olhasse tudo de forma diferente… mesmo estando no mesmo lugar.

Repare que quando sabe que saiu de tudo aquilo, não foi porque tudo se resolveu como um passe de mágica, mas foi à forma, a maneira de você enfrentar e solucionar o problema… E a paz de espírito reina novamente em seu coração.
Assim como nos diziam nossos pais quando estávamos na adolescência. .. “Tudo vai passar” e a gente achava que nada acontecia conosco… Só com os outros… Uma fase…

É assim… A fase do “eu não consigo”… “Eu não posso”… Passa… Passa, e de repente… Você pode tudo, é o senhor da situação novamente…
É difícil fazer escolhas… Mas quando se semeia, rega-se e cuida-se do nosso jardim da vida, nossos “Y” da vida sempre são mais agradáveis, menos difíceis vamos dizer assim…

Uma vez li que quando decidimos nossos “Y” da vida… Não existe o “se”… “Se tivesse feito isso” “e tivesse feito aquilo”.. Quando você decide… Você fez seu destino e esse “se” futuro provável não existe, porque você escolheu outro e não aquele. Então, não pode jamais supor como seria “se” tivesse feito outra escolha, ela inexiste, e jamais existirá…

Mas por mais que pareça que nada vai passar… Tudo passa… E as decisões ficam mais fáceis de tomar, quando você planta a árvore de sua vida em terreno fértil e cuida dela regando sempre, com honestidade, amizade e amor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.